Rua Lauro LInhares, 2123

(Shopping Trindade),

Torre A, sala 310

Trindade, Florianópolis, SC

Celular e Whatsapp:

(48) 9966-5275

© 2016 por Julieta C. Ferreyra Ritta. Criado com Wix.com

  • White Facebook Icon

Dúvidas frequêntes

O que é EFT?

EFT (Emotional Freedom Techniques), também chamada de tapping e de “acupuntura sem agulhas”, é uma técnica terapêutica que ajuda a liberar emoções negativas e desbloquear o que está no nosso inconsciente.

A través de pequenos toques em terminais de meridianos de acupuntura a técnica permite se libertar do que está por trás de medos, crenças limitantes, pensamentos negativos, auto sabotagem, ansiedade, tristezas...

Durante a aplicação da técnica é muito comum que surjam “insights” de como resolver problemas ou uma visão mais positiva frente às situações que estão se vivendo, e principalmente um grande alívio das emoções que vão sendo trabalhadas. Podem surgir também lembranças de situações passadas, relacionadas de forma direta ou indiretamente ao que está sendo trabalhando. Nesses casos, esse novo evento deve ser “trabalhado” para continuar “limpando” o inconsciente da carga negativa que ficou de cada situação negativa.

Quando há muitos aspectos a serem trabalhados, é muito comum que, ao trabalhar os principais eventos ou sensações, muitos outros vão perdendo a força emocional que ficou por trás, pelo que acaba não sendo necessário trabalhar todo e qualquer evento negativo que esteja incomodando no presente.

 

Gradualmente, a pessoa que pratica a técnica (seja sozinho ou guiada por um terapeuta), vai se sentindo mais leve, menos ansiosa, menos angustiada, e também melhor fisicamente, já que é muito comum que os sintomas físicos tenham alguma causa emocional.

Caso queira conhecer melhor a técnica, sugiro os seguintes links:

Vídeo explicativo

Site oficial do André Lima

Livro gratuito sobre a técnica

Canal do Youtube "Andre Lima - EFT"

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

MAIS Explicações sobre EFT: E-MAIL ENVIADO AOS PACIENTES EM Junho de 2016

Olá! Como você está? Espero que muito bem!

Há algumas semanas enviei um e-mail para você explicando a minha nova função de Terapeuta Holística (junto à deNutricionista Funcional), devido a algumas técnicas terapêuticas (quânticas) que não são atribuições de nutricionistas, lembra? (Florais de Bach, produtos frequências quânticos, EFT...). Nesse e-mail (e em outros mais antigos também) mencionei essa técnica chamada EFT (Emotional Freedom Techniques), que pode ser usada para DESBLOQUEAR: apagar medos, diminuir angústias, limpar traumas, evitar auto-sabotagem, mudar crenças negativas, diminuir ansiedade e inclusive para diminuir sintomas físicos desagradáveis.

 

Conheci essa técnica já faz alguns anos, e tive tantos resultados positivos em mim mesma que já estou aplicando EFT com vários pacientes (com excelente resultados), nas sessões entro como facilitadora da aplicação da mesma, mas aprendendo a técnica cada um pode fazer sozinho sem necessidade de ajuda (a qual em alguns casos mais delicados é muito bem-vinda, pois a técnica tem detalhes importantes a serem atendidos, também porque tem pessoas que tem dificuldades para seguir um fio condutor devido a tantas coisas a serem trabalhadas).

 

Desde que comecei a atender pacientes sempre procurei ter cada vez mais ferramentas que pudessem ajudar a cada um em particular. Em alguns casos, há uma maior dificuldade é aderir ao tratamento, ou seja, está tudo muito bonito no papel (alimentação adaptava à realidade do paciente e suplementos para melhorar sintomas, metabolismo, desequilíbrios, etc.), mas a pessoa não consegue colocar em prática por muito tempo. Toda vez que isso acontece eu me pergunto, o que mais poderia fazer por esse paciente? Como ajudar mais? Finalmente encontrei a ferramenta que estava me faltando!

 

Observei que em muitos casos a dificuldade em seguir o tratamento acontece por auto-sabotagem ou crenças negativas que bloqueiam a possibilidade de tratamento, em outros casos o que atrapalha é o excesso de ansiedade, que leva à comer mais (ou de forma errada), em outros a tristeza ou depressão ou angústia, que levam a se empenhar pouco no tratamento, não conseguir focar no que deve ser feito... Em fim , o lado emocional e história de vida de cada um são fatores determinantes para conseguir ou não melhorar hábitos (e adquirir outros novos) que levem a uma maior qualidade de vida.

 

Também já atendi muitos pacientes com histórias de vida de muitas dores, muitas perdas ou traumas. Hoje eu sei que esses fatos têm um impacto gigante no nosso organismo, devido ao desequilíbrio geral que causam, passando facilmente do nível emocional ao físico, causando doenças e/ou sintomas desagradáveis. Melhorando o emocional, limpando os traumas e desbloqueando, é possível ter grandes melhoras físicas também.

 

IMPORTANTE: a aplicação dessa técnica não substitui nem é incompatível com terapias ou ciências de autoconhecimento, ao contrário, pode ajudar ainda mais nos processos que estejam sendo trabalhados (eu mesma estudo Logosofia, uma ciência que me ajuda me conhecer melhor, evoluir e ser cada dia mais consciente, também já comentei sobre ela em outro e-mail anterior).

 

Bem, agora vou te propor um DESAFIO. Recentemente o André Lima disponibilizou uma aula on-line na qual ensina a técnica EFT. Não sei por quanto tempo ele a deixará disponível, é uma aula prática, então recomendo muito que você a assista e faça os exercícios que ele indica o quanto antes, e te proponho o DESAFIO de escolher algo que esteja te afligindo ou incomodando no momento e trabalhar isso durante a aula, depois pode me escrever contando o que aconteceu e como se sentiu, está bem? Ficarei muito feliz em saber como foi a tua experiência e com certeza te responderei!

 

AULA: http://eftbr.eplaces.com.br/seminar/938/session/2513

(Obs.: a aula foi tirada do ar pouco tempo depois, mas se você se cadastrar na lista de e-mails do André Lima você será avisado quando ele ministrar uma aula similar)

 

Envio abaixo os outros links também: 

 

Site oficial do André Lima:

http://www.eftbrasil.com.br/

 

Livro gratuito sobre a técnica:

http://www.eftbrasil.com.br/inscricao-manual-gratuito/

 

Canal do Youtube "Andre Lima - EFT"

https://www.youtube.com/channel/UCml2Hrd7D8-y4wIhd_Z9ZkA

 

Se tiver interesse em ir além, entre em contato!

Um grande abraço,

 


Julieta C. Ferreyra Ritta

-------------------------------------------------------
Nutricionista Clínica Funcional, Terapeuta Holística, Especialista em Saúde Quântica, Mestre em Ciências dos Alimentos

Celular (e Whatsapp) 48-9966-5275

http://www.facebook.com/nutricionistajulieta.c.ferreyraritta

O que são florais frequênciais quânticos?

Os Florais Frequênciais Quânticos, também chamados de Indutores Frequenciais ou Essencias Vibracionais, são produtos que auxiliam no equilíbrio das frequências do nosso organismo. Por exemplo, existem Florais Quânticos específicos para os órgãos (Linha Biofator da Fisioquantic), de forma que, seu o fígado estiver com algum problema e for utilizado o Quântico correspondente ao fígado saudável, as frequências do fígado de quem tomar esse produto irão se equilibrando gradualmente, se assemelhando à vibração das células de um órgão saudável.

Quando é o mineral que está sendo ingerido na forma de Quântico, o nosso corpo receberá a frequência do mesmo, facilitando e amplificando a absorção desse nutriente dos alimentos e suplementos manipulados (caso tomar), e fazendo com que o mineral que já está no organismo vá fazer a função dele onde for necessário.

Os minerais quânticos (Linha Oligoelementos da Fisioquantic) podem ser utilizados também sob a ótica da Oligoterapia, pois cada um exerce funções específicas quando se trata de sua frequência. Por exemplo, a frequência do mineral cobre é muito boa para combater infecções, inclusive potencializa o efeito do antibiótico, caso esse seja necessário.

Também dentro da Oligoteria de Jacques Ménétrier (1908-0986), os indivíduos podem ser classificados em Diáteses (I, II, III ou IV). A classificação responde às características que cada indivíduo apresenta no momento da avaliação que, ao tomar o Quântico correspondente à sua Diátese (Linha Ionquântic Florais da Fisioquantic), irá se equilibrando, diminuindo os sintomas característicos da Diátese em questão e prevenindo problemas futuros.

Existem também os produtos da Homotoxicologia (Linha Fisiotox da Fisioquantic), que são geralmente os primeiros a serem utilizados no tratamento, com o fim de desintoxicar o organismo levando ele ao equilíbrio com maior facilidade. Existe um tipo de produto para cada tipo de problema, sistema ou órgão.

 

Como devem ser tomados?

As gotas devem ser colocadas embaixo da língua (10 a 15 gotas por dose, para adultos, menos para crianças segundo a idade) e seguradas pelo menos por 20 segundos (se possível) antes de engolir. Esse tempo é ideal para amplificar o efeito do produto. Dependendo do produto e do objetivo, deve ser usado de 1 a 3 vezes ao dia.

Os produtos em Gel devem ser aplicados direto na pele (pode ser em qualquer local do corpo), aproximadamente uma gota do tamanho de 1 cm, friccionando até total absorção, pelo menos 2 vezes ao dia.

 

Onde posso conseguir esses produtos?

Em Florianópolis os produtos podem ser adquiridos na Farmácia Seiva Natural: Calçadão da Rua João Pinto, 17 Lojas 02 e 03 - Centro, Florianópolis - SC, 88010-420. (48) 3222-1012, contato@seivanatural.com.br ou receita@seivanatural.com.br, http://www.seivanatural.com.br/

Para saber onde comprar em outras cidades consultar direto com a Fisioquantic: contato@fisioquantic.com.br ou 0800-601-6161 ou (044) 3029-6060, http://fisioquantic.com.br/

O que são Florais de Bach?

Os Florais de Bach são gotas que são manipuladas a partir essências de plantas específicas, com o fim de equilibrar aspectos emocionais. São 38 e foram descobertas pelo Dr. Edward Bach, entre os anos 20 e 30 do século passado.

 

Geralmente são escolhidas as emoções negativas mais relevantes para montar um “bouquet” de até 4 florais de Bach, que são manipulados em vidros com conta-gotas, com uma pequena quantidade de brandy ou alguma outra bebida alcóolica para conservar o produto.

 

Cada floral representa e trata uma emoção característica, por exemplo, há florais para medos específicos, para medo de que aconteça algo de ruim com os seres mais próximos, para depressão por causas já identificadas ou depressão sem motivos, para pânico paralisante, pensamentos obsessivos, diálogos internos incessantes, dificuldade de dizer “não”, dificuldade de adaptação a novas situações, indecisão entre dois caminhos possíveis ou entre vários, cansaço mental ou físico e mental, frustração, raiva, irritabilidade, culpa, dificuldade de delegar, perfeccionismo, traumas, vitimização...

 

Como devo tomar os Florais de Bach?

 

Em geral a indicação é tomar 4 gotas 4 vezes ao dia, direto embaixo da língua ou na água que vai ser bebida durante o dia (essa última opção é interessante para quem tem um bom hábito de tomar água, assim, toda vez que se hidratar, receberá a energia dos florias, ficando mais equilibrado emocionalmente durante o dia todo).

Em momentos de crise, o mesmo pode ser tomado de 5 em 5 minutos.

 

Onde consigo os Florais de Bach?

 

Os florais são manipulados em farmácias de manipulação. Alguns terapeutas florais têm as essências no consultório, e preparam os Florais para seus clientes.

Por quanto tempo devo tomar os Florais de Bach?

 

Os Florais de Bach podem ser tomados enquanto sejam necessários para trabalhar as emoções negativas que estejam incomodando. Ás vezes essas emoções vão mudando, e o floral pode ser mudado conforme a necessidade surge.

A história da minha primeira paciente...

(E-mail enviado à minha lista de e-mails em Abril de 2016)

Olá queridos pacientes! Hoje resolvi contar a vocês um pouco da história da minha primeira paciente. Atendo ela há anos e, com a nutrição funcional aplicada, já conseguimos reverter várias doenças antes de que se instalassem.

 

Ela sempre teve tendência para engordar, passou uma adolescência com bastante sofrimento por não se enquadrar nos padrões de beleza estipulados na sociedade. Por isso, precisou cuidar da alimentação desde muito nova.

 

Mais tarde, vendo o histórico de exames de sangue, constatamos que a sua tireóide já era "preguiçosa" desde muito cedo, só que, como o TSH ainda estava dentro dos valores de referência e não precisando ainda de tratamento com remédios para hipotireoidismo, nada foi feito (nem mencionado) pelos médicos. Essa tendência ao hipotireoidismo permanece até hoje, mas nunca chegou se manifestar como doença, pois conseguimos equilibrar o metabolismo da tireóide e até diminuir os anticorpos da tireoidite de Hashimoto que mais tarde apareceram (doença auto-imune que leva ao hipotireoidismo) com mudanças na alimentação, uso de suplementos e de florais quânticos. Há anos que está super equilibrada nesse sentido. Felizmente não houve necessidade de tratar com hormônios sintéticos (vale ressaltar que não sou "contra" nenhum tipo de tratamento médico, inclusive, derivo pacientes a médicos especialistas sempre que considero necessário).

 

Mais tarde, uma nova disfunção hormonal começou ser vislumbrada, a Síndrome do Ovário Policístico quis aparecer quando ela parou de tomar anticoncepcional (ao qual nunca mais quis voltar) quando estava se preparando para engravidar. Essa síndrome está muito relacionada à Resistência à Insulina, que, no caso dessa paciente, se apresentava com hipoglicemiasrecorrentes. Esse problema durou bem menos tempo do que o da tireóide e já não há indícios de pré-diabetes (ou resistência à insulina) nem de ovários policísticos. Hoje ela tem duas meninas lindas, e, a pesar de ter engordado um pouco mais do que gostaria nas duas gestações, conseguiu voltar ao seu peso saudável após os partos (não logo depois como acontece com as mais magrinhas, mas aos poucos e de forma saudável).

 

Abaixo (nos P.S.s) dou mais detalhes sobre essas disfunções metabólicas, para os que tiverem interesse em se aprofundar.

 

Tem mais duas patologias que ela poderia ter desenvolvido se não fosse o nosso acompanhamento: depressão e obesidade. Em parte em decorrência do hipotireoidismo sub-clínico (ou seja, não instalado mas já dando sintomas) e pré-diabetes que poderia ter desenvolvido, mas também por outros fatores metabólicos que fomos tratando junto com as diversas mudanças na alimentação e suplementação com fitoterápicos e com nutrientes para tratar as deficiências identificadas. Mas não entrarei em detalhes para que esse e-mail não fique muito mais extenso do que já está.

 

Alguns de vocês já devem ter "sacado" ou pelo menos desconfiado de que essa minha primeira paciente sou eu mesma! ;) E resolvi contar a vocês um pouco da minha história (só uma pequena parte) porque outro dia, ao receber o elogio de uma paciente que notou que eu já tinha voltado ao meu peso saudável após o parto, ficou surpresa quando contei a ela dos meus esforços e cuidados, e ficou mais surpresa ainda quando contei brevemente dessa minha história de luta e tratamento para me manter saudável; isso a motivou a continuar se esforçando também, em prol de um maior estágio de saúde. Daí eu pensei: "será que a minha história poderia motivar outras pessoas também?", espero que sim!!!!!!!

 

Hoje já não sofro como antigamente com nenhum dos sintomas que esses problemas poderiam causar e nem com os ganhos de peso injustificados (ou justificados). Ou seja, se eu mantiver a minha alimentação saudável, sem grandes exageros e sem grandes restrições, tenho qualidade de vida todos os dias, o que é uma grande conquista devido ao meu histórico.

 

Bem, por hoje é só. Muito em breve contarei a vocês de um pacote que estou preparando para os pacientes que quiserem fazeracompanhamentos durante o período de outono e inverno, fiquem atentos às usas caixas de e-mail! :) Obs.: se quiser saber do pacote antes de eu lançar, é só me responder perguntando sobre.

 

Abraços e mais abraços!

Julieta C. Ferreyra Ritta

-------------------------------------------------------
Nutricionista Clínica Funcional, Terapeuta Holística, Especialista em Saúde Quântica, Mestre em Ciências dos Alimentos

Celular (e Whatsapp) 48-9966-5275
http://www.facebook.com/nutricionistajulieta.c.ferreyraritta

 

P.S.1: Em outra oportunidade contarei também sobre o meu histórico de alergias, renite e problemas intestinais.

 

P.S.2: Para os que gostariam de se aprofundar em alguns detalhes dos tratamentos relacionados aos problemas que relatei:

 

- no caso de Hipotireoidismo subclínico, vários nutrientes podem estar deficientes prejudicando o metabolismo da tireóide, e, repondo eles com alimentação e suplementação, pode-se melhorar o quadro, dentre esses nutrientes temos: ferro, zinco, vitamina A, vitamina D, selênio, iodo, L-tirosina.

 

- no caso de Tireoidite de Hashimoto, a diminuição dos anticorpos contra a tireóide pode ser estimulada com a diminuição na ingestão de alimentos alergênicos para cada pessoa (que podem ser identificados desde a primeira consulta), os campões nesse sentido têm sido laticínios e glúten.

 

- Alguns sintomas de hipotireoidismo: aumento de peso, falta de energia, sensação de depressão, queda de cabelo, unhas fracas, intestino "trancado"...

 

- quanto à resistência a insulina (pré-diabetes) que pode levar à Síndrome de Ovário Policístico (dentre outros problemas), temos vários nutrientes que, quando deficiências, pioram o quadro, por dificultar o bom funcionamento da insulina, dentre eles: cromo, zinco, vanádio, vitamina D, ômega-3; além dos cuidados na alimentação para evitar picos de glicose e insulina.

 

- Alguns sintomas de Síndrome de Ovário Policístico (SOP): irregularidades na data de menstruação (ou ausência dela), acne, pelos...

 

- Alguns sintomas de Resistência à Insulina: necessidade de consumir carboidratos ou doces, dificuldade de passar mais de 3 horas sem comer (hipoglicemia quando isso acontece: fraqueza, fome, tremor, suor, sonolência, irritabilidade), fome pouco tempo depois de ter se alimentado (hipoglicemia reativa: após comer, a glicose e a insulina se elevam de mais e ao caírem causam fome novamente), manchas em axilas ou pescoço (parece sujeira mas não é)...

Posso fazer os exames de sangue pelo meu plano de saúde (com solicitação de nutricionista)?

E-MAIL ENVIADO AOS PACIENTES EM Março de 2016

Olá queridos pacientes!

 

O assunto dessa vez é: exames de sangue. Quem já fez consulta comigo sabe que gosto muito de trabalhar solicitando exames de sangue para avaliar deficiências nutricionais e possíveis desequilíbrios metabólicos e tratar o identificado com suplementos, alimentação e produtos quânticos, fazendo um trabalho preventivo e sempre com o objetivo de uma maior qualidade de vida, usando parâmetros de normalidade muito diferentes dos "valores de referência" que o laboratório indica como "normais" e comparando com exames anteriores de cada um (pois pode ser muito mais importante melhorar comparando a exames anteriores do que chegar num nível "ideal", que nem sempre é possível).

 

A maior parte dos planos de saúde aceita solicitação de exames feita por nutricionistas, dentre eles, SC Saúde (*), GEAP, Eletrosul, Elosaúde, Correios, planos de clínicas que dão desconto para os mesmos...

(*) Atualização de informação em Junho de 2016: a SC Saúde deixou de autorizar exames solicitados por nutricionistas que forem ser realizados no Laboratório Santa Luzia, mas podem ser feitos no Laboratório Trindade (www.laboratoriotrindade.com.br).

 

De qualquer forma, atendo muitos pacientes que não têm possibilidades de fazer esse acompanhamento com exames de sangue frequentes, nesse casos o tratamento é totalmente possível também, pois os sintomas já nos dizem muito do que pode estar acontecendo, inclusive, há deficiências nutricionais que são mais fáceis de identificar por sintomas do que por exames sanguíneos. Como dizem e aplicam alguns médicos que admiro muito "a clínica é soberana".

 

Mas, o objetivo principal dessa comunicação é avisar aos funcionários do Estado de Santa Catarina que tinham o plano de saúde Unimed e que agora têm SC Saúde, que o seu novo plano autoriza solicitação de exames feita por nutricionistas. =D \0/ 

Caso algum(a) de vocês esteja com um pedido de exames meu já carimbado e assinado (geralmente eu deixo um pedido feito por mim, caso o paciente queira fazer particular), pode usar sem problemas (pois não costumo colocar data, por tanto, não vence).

 

Se algum(a) de vocês (já paciente) quiser passar no consultório para pegar a lista de exames assinada por mim para fazer os exames antes de vir em nova consulta, é só me avisar para combinarmos quando buscar. Isso só não é válido para pacientes novos, pois na primeira consulta costumo ver exames antigos que o paciente já tenha feito e só após ver esses e tendo feito a anamnese é que saberei quais exames novos deverei solicitar.

Caso haja alguma dúvida, por favor, entre em contato! Pode ser por aqui, pelo Whatassapp, Facebook ou celular. Já sabem que eu sou bem aberta à comunicação direta com meus pacientes.

 

Um grande abraço a todos!

 

Julieta C. Ferreyra Ritta

 

Nutricionista Clínica Funcional, Terapeuta Holística, Especialista em Saúde Quântica, Mestre em Ciências dos Alimentos

Celular (e Whatsapp) 48-9966-5275

julietaritta@gmail.com

http://www.facebook.com/nutricionistajulieta.c.ferreyraritta

Glúten: devo evitar? Se sim, quais cuidados devo tomar?

E-MAIL ENVIADO AOS PACIENTES EM Junho de 2016

Olá! Dessa vez o e-mail é para repassar um cartão de DESCONTO para receber Produtos sem Glúten pelo correio.

 

Muitos dos meus pacientes têm evitando o consumo de glúten e/ou trigo. Seja por necessidade ou por opção. Alguns conseguem preparar os produtos em casa, mas muitos não têm tempo e acabam contando com os produtos que há a disposição nas lojas de produtos naturais e supermercados.

 

Vale lembrar que os produtos sem glúten que são doces costumam ter muito açúcar e farinhas refinadas, então CUIDADO,sempre é melhor optar por produtos salgados.

 

Mas, a final, o glúten faz mal? Depende para quem... o que já se sabe com certeza é O GLÚTEN NÃO FAZ BEM PARA NINGUÉM, pois é uma proteína (presente no Trigo, na cevada e no centeio) que o nosso organismo não consegue digerir. É assim que muitas pessoas se sentem muito bem ao retirar ou diminuir o consumo de glúten no dia a dia, e outras não sentem tanta diferença. Mas, a retirada do glúten da alimentação não fará mal nenhum (só se for mal feito, como disse acima, se a pessoa substituir tudo que tem glúten por produtos doces sem glúten, é provável que acabe consumindo muito açúcar e farinhas refinadas, que também não farão nada bem, mesmo que sem glúten). E se houver suspeita de Doença Celíaca, a pessoa só deverá passar a evitar o glúten após descartar a doença, com exames específicos que podem dar como "falsos negativos" se forem feitos após a retirada do glúten da alimentação.

 

Bem, voltando à caixa de produtos sem glúten, encaminho caso seja interessante para alguém. Pessoalmente ainda não comprei, também não ganho nada por indicar (ali pede para colocar o meu CRN para obter o desconto, mas isso não remeterá em nenhum tipo de comissão para mim, o número é 0865). O site é www.glutenfreebox.com.br 

Muitos pacientes ficam enjoados por se sentirem sem opções de produtos e também não têm tempo para cozinhar, nesse caso costumo pedir que vão a uma boa casa de produtos naturais conhecer novos produtos, pois cada vez há mais. Nesse caso a caixa chega em casa com produtos novos, que cada um pode procurar depois nas lojas de produtos naturais se gostar.

 

Lembre que o mais importante ao analisar se um produto industrializado é saudável ou não é ler a LISTA DE INGREDIENTES e não a tabela centesimal. A lista de ingredientes precisa estar em ordem decrescente, ou seja, o primeiro ingrediente da lista é o de maior proporção naquele produto (Ex.: um pão terá primeiro a farinha). Então, se essa lista contém como primeiros ingredientes farinhas refinadas (não integrais) e açúcar, tome cuidado, provavelmente será um produto de Índice Glicêmico alto! E se no final da lista houver um monte de nomes de ingredientes que não são alimentos, que terminam em "ante" ou com números (acidulante, conservante, corante...), esse produto também não pode ser muito saudável.

 

Poderia continuar escrevendo aqui sobre tantos detalhes importantes que devem ser tidos em conta quando vai se evitar o glúten, mas vou parar por aqui e continuar numa outra oportunidade (também, nas consultas costumo explicar direitinho e tirar as dúvidas).

 

E já que você leu este e-mail até o final, coloquei abaixo uma RECEITA de Pão sem Glúten que foi a que mais deu certo na época em que eu fazia o pão em casa. Ah! lembre que o pão sem glúten sempre ficará melhor quando aquecido (se for consumido frio a textura não será muito agradável).

 

Lembre que o mais importante é EVITAR A MONOTONIA ALIMENTAR, se gostar de fazer esse pão, varie os ingredientes sempre que possível (as sementes fontes de fibras, por exemplo) e procure ingredientes naturais e integrais (orgânicos e pouco refinados), mas principalmente, varie, não coma esse pão todos os dias, use outras opções como crepioca, tapioca com fibras ou proteínas, panqueca de banana, bolachas de arroz, batatas de todos os tipos (doce, Cará, inhame, salsa...), etc.

 

Quanto à caixa de produtos com DESCONTO, o site é www.glutenfreebox.com.br e o meu número de CRN para obter desconto é 0865.

 

Abraços e Gratidão!

 

Julieta C. Ferreyra Ritta

-------------------------------------------------------
Nutricionista Clínica Funcional, Terapeuta Holística, Especialista em Saúde Quântica, Mestre em Ciências dos Alimentos

julietaritta@gmail.com

Celular (e Whatsapp) 48-9966-5275
http://www.facebook.com/nutricionistajulieta.c.ferreyraritta

 

P.S.: RECEITA

Pão Sem Glúten

Ingredientes:
- 1 e 1/2 xícaras de Polvilho Azedo;
- 1 e 1/2 xícaras de Farinha de Arroz (de preferência integral);
- 3 colheres de sopa de linhaça triturada dourada;
- 3 colheres de sopa de sementes de linhaça ou chia;
- 5 colheres de sopa de semente de gergelim branco ou preto;
- 1 colheres de sopa de Açúcar Mascavo ou demerara (de preferência orgânico);
- 1 colher de sobremesa de Sal marinho ou do Himalaia;
- 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem;
- 3 Ovos inteiros (de preferência caipira ou orgânicos);
- 1 envelope de Fermento biológico para pão.

Modo de Preparo:
- Coloque tudo em uma vasilha, acrescente água morna aos poucos, até dar o ponto (consistência de massa de bolo);
- A massa pode ser batida, mas não deve ser mole demais;
- Coloque a massa na forma e deixe-a coberta até crescer (20-30 minutos);
- Ligue o forno e deixe-o ficar bem quente;
- Coloque o pão no forno e deixe o durante uns 30 a 40 minutos até ficar assado.

Conheça também o Programa Quero M.A.I.S - Existe vida após o glúten, as receitas que ele oferece não maravilhosas!!

Os organizadores desse programa oferecem também em separado: Minha Padaria sem Glúten e SUPER COMBO: Receitas sem glúten para café, almoço e jantar.

1 / 1

Please reload